Conheça as 20 cidades mais bike-friendly do mundo

Share Button

As bicicletas estão invadindo a vida urbana e ganhando força como um meio de transporte alternativo, sustentável e saudável, mas infelizmente sabemos que nem todas as cidades estão preparadas para o aumento das bikes nas ruas. No entanto, alguns destinos já são bem amigáveis às bicicletas, as cidades conhecidas como “bike-friendly”.

A cada 2 anos, a Copenhagenize Design Company divulga um ranking das 20 cidades mais bike-friendly do mundo, considerando fatores como cultura da bicicleta, infraestrutura, percepção de segurança, políticas públicas e aceitação social. A última lista foi divulgada em 2015, quando a Copenhagenize avaliou 122 cidades (todas com população superior a 600 mil habitantes) e elegeu as 20 que mais se destacaram em todos os quesitos. Confira abaixo quais são as cidades mais bem preparadas para acolher os ciclistas (e se você ama rodar por aí de bike, que tal incluir um desses destinos no seu próximo roteiro?):

As 20 cidades mais bike-friendly do mundo:

1 – Copenhague, Dinamarca

A campeã do ranking das cidades mais bike-friendly é a capital dinamarquesa, que está sempre investindo em infraestrutura para tornar a cidade a cada dia melhor para os ciclistas. Cerca de 50% da população, inclusive políticos e celebridades, utilizam a bike diariamente como meio de transporte. São mais de 400 quilômetros de ciclovias, e a mais movimentada conta com cerca de 40.000 passagens de bicicleta por dia. E pasmem: no centro de Copenhague há mais bicicletas que habitantes: 520.000 habitantes para 560.000 bicicletas!

bike-friendly copenhague
Foto: Copenhagenize Design Co.

2 – Amsterdã, Holanda

A Holanda possui mais bicicletas que habitantes e a cidade de Amsterdã é uma das responsáveis por tornar o país famoso pelas bikes. Cerca de 50% da população pedala para estudar ou trabalhar diariamente, e o estacionamento da Estação Central de Amsterdã tem capacidade para mais de 8 mil bicicletas! No entanto, a falta de inovação em sua enorme infraestrutura destinada aos ciclistas já começa a provocar o congestionamento de bikes, o que explica o seu segundo lugar no ranking. Mas ainda assim, é um exemplo de cidade bike-friendly!

bike-friendly Amsterdã
Foto: Copenhagenize Design Co.

3 – Utrecht, Holanda

Embora seja uma das menores cidades da lista, Utrecht está atualmente construindo um dos maiores estacionamentos do mundo, com capacidade para 12.500 bikes. No entanto, suas ruas de paralelepípedos são bem desconfortáveis para os ciclistas, fazendo com que não sejam ideais para passeios longos.

bike-friendly Utrecht
Foto: Copenhagenize Design Co.

4 – Estrasburgo, França

Estrasburgo é um grande exemplo de planejamento para o incentivo do uso de bicicletas: oferece mais de 580 km de ciclovia e é considerada a cidade francesa que mais utiliza a bicicleta como meio de transporte diário. Estrasburgo também conta com um sistema eficiente e barato de empréstimo de bicicletas de qualidade, para curtos e longos períodos.

bike-friendly Estrasburgo
Foto: Copenhagenize Design Co.

5 – Eindhoven, Holanda

Mais uma cidade holandesa no ranking das cidades mais bike-friendly, como não poderia deixar de ser: Eindhoven oferece uma grande infraestrutura para os ciclistas, incluindo a fantástica rotatória suspensa exclusiva para bikes, o Hovenring, criado para dar mais segurança aos ciclistas.

bike-friendly Hovenring - Eindhoven
Foto: Divulgação

6 – Malmö, Suécia

Malmö ganhou o sexto lugar da lista, por oferecer um grande estacionamento para bicicletas, uma grande infraestrutura para tornar os passeios de bicicleta mais agradáveis e por sua intensa campanha para reduzir o uso do carro e incentivar a bicicleta como meio de transporte. Com certeza merece destaque por ser bike-friendly!

bike-friendly Malmo
Foto: Copenhagenize Design Co.

7 – Nantes, França

A cidade francesa de Nantes possui uma avenida principal, onde é proibida a circulação de carros, e tem feito grandes investimentos em infraestrutura e projetos, para se tornar cada vez mais bike-friendly. No entanto, apesar dos crescentes esforços, a bicicleta ainda não é o meio de transporte mais eficiente para se locomover pela cidade.

bike-friendly Nantes

8 – Bordeaux, França

Bordeaux investiu pesado em infraestrutura para os ciclistas nos últimos anos, que contam com um serviço de empréstimo de bicicletas eficiente e barato, o VCub. Uma outra iniciativa positiva para tornar a cidade mais amigável às bicicletas foi o investimento em linhas de bonde, que diminuíram o tráfego de carros na cidade e tornou Bordeaux mais acessível para os ciclistas.

Bordeaux bike-friendly
Foto: Copenhagenize Design Co.

9 – Antuérpia, Bélgica

A Antuérpia conta com bons incentivos para os ciclistas: estacionamentos amplos e modernos (inclusive nas estações de trem) e um sistema de empréstimo de bicicletas bem eficiente. No entanto, seus políticos parecem estar remando contra a tendência mundial, o que pode afastar as bikes das ruas: estão querendo levar mais carros para o centro da cidade.

bike-friendly Antuérpia
Foto: Copenhagenize Design Co.

10 – Sevilha, Espanha

Sevilha é a melhor cidade na Espanha para se pedalar. Em poucos anos, investiu em infraestrutura, aumentou o número de ciclistas nas ruas e implementou um sistema de empréstimo de bicicletas. No entanto, a cidade parece ter se acomodado, deixando de fazer inovações que poderiam incentivar ainda mais o uso das bikes. Ainda assim, Sevilha tem sido copiada como um exemplo pelas outras cidades da região da Andaluzia.

bike-friendly Sevilha
Foto: “Quiltro” via Flickr

11 – Barcelona, Espanha

Além da ótima infraestrutura para os ciclistas, que continua em desenvolvimento, Barcelona já conta com um dos melhores sistemas de empréstimo de bicicletas do mundo. Não é a toa que a adesão às bikes como meio de transporte vem crescendo na cidade.

bike-friendly Barcelona
Foto: Copenhagenize Design Co.

12 – Berlim, Alemanha

Em Berlim, já é bem comum utilizar a bike como meio de transporte: 15% do tráfego total vem das bicicletas e a cidade conta com cerca de 500 mil ciclistas nas ruas todos os dias. No entanto, apesar da forte cultura do uso da bike na cidade, um pouco mais de investimento em infraestrutura poderia tornar a vida dos belinenses sobre 2 rodas bem melhor.

bike-friendly Berlim
Foto: Copenhagenize Design Co.

13 – Liubliana, Eslovênia

Liubliana começou a construir suas ciclovias nas décadas de 60 e 70, mas a cidade, que foi considerada a Capital Verde Europeia em 2016, está novamente concentrando esforços para aumentar o número de ciclistas na cidade. O uso de bicicletas como meio de transporte corresponde hoje a 12% do total. Além disso, Liubliana conta com 133 km de faixas no trânsito para bikes e 73 km de ciclovias exclusivas.

bike-friendly Liubliana
Foto: Copenhagenize Design Co.

14 – Buenos Aires, Argentina

Buenos Aires é a primeira cidade sul-americana a aparecer na lista. E não é por menos: a cidade adicionou mais de 140 km de infraestrutura para os ciclistas nos últimos 3 anos. No entanto, de acordo com a Copenhagenize, as ciclovias ainda precisam de melhorias, para que a cidade ganhe uma pontuação melhor no ranking.

bike-friendly Buenos Aires
Foto: “lizandrochrestenzen” via Flickr

15 – Dublin, Irlanda

Várias iniciativas dos últimos anos fizeram com que Dublin conquistasse seu espaço no ranking: investimentos em infraestrutura, medidas para um trânsito mais pacífico, sistema de empréstimo de bicicletas e modernização urbana. No entanto, mais inovações poderiam ajudar a cidade a ser um lugar ainda mais interessantes para os ciclistas.

bike-friendly Dublin
Foto: Copenhagenize Design Co.

16 – Viena, Austria

Viena possui uma excelentes ciclovias fora do centro da cidade e é um dos melhores lugares para da região para os ciclistas. A cidade vem trabalhando, mesmo que em ritmo lento, para se tornar mais amigável para as bikes. Além disso, a cultura da bicicleta também é bem forte em Viena. Outro ponto positivo da capital austríaca: o tráfego nas ruas é pacífico, proporcionando um ambiente seguro para os ciclistas.

bike-friendly Viena
Foto: Copenhagenize Design Co.

17 – Paris, França

Em algumas áreas de Paris, a bicicleta corresponde a 8% de todo o transporte utilizado. Um dos responsáveis pela grande adesão às bikes foi o sistema de empréstimo de bicicletas, o Vélib. E a cidade tem grandes planos: a atual prefeita Anne Hidalgo estabeleceu a meta para Paris ser a melhor cidade para se pedalar no mundo até 2020. Será que a capital francesa vai atingir este marco?

bike-friendly Paris
Foto: Copenhagenize Design Co.

18 – Minneapolis, EUA

Minneapolis é a primeira cidade americana a aparecer na lista, mas não necessariamente a mais confortável para os ciclistas em termos de condições climáticas, por seu inverno rigoroso. Ainda assim, Minneapolis possui 189 km de rotas para bikes e um bom sistema de empréstimo de bicicletas.

Minneapolis - bike-friendly
Foto: “erlin1” via Flickr

19 – Hamburgo, Alemanha

Um número significante de pessoas em Hamburgo utiliza a bicicleta como o principal meio de transporte, mas a infraestrutura da cidade ainda peca em alguns quesitos, como a alternância das rotas entre estrada e calçada sem muita lógica. No entanto, a cidade tem planos para aumentar para 35% o uso das bikes até 2030.

Hamburgo bike-friendly

20 – Montreal, Canada

Montreal tem uma infraestrutura para ciclistas respeitável, bem como um sistema de empréstimo de bicicletas de qualidade. Mas para subir no ranking, a cidade precisa se tornar mais confortável para os ciclistas no inverno, além de criar um planejamento para o futuro, a fim de se tornar mais bike-friendly do que é hoje.

Montreal bike-friendly
Foto: Copenhagenize Design Co.

Se quiser saber mais sobre o ranking da Copenhagenize, acesse: http://copenhagenize.eu.

Priscila Ramires

Jornalista pós-graduada em Comunicação Empresarial e Gestão Estratégica de Marketing Digital, tradutora e adepta de uma vida saudável, depois de muitos anos de junk food. Já experimentou diversas atividades físicas, como ballet, yoga, corrida, natação, pilates, muay thai, etc. Hoje pratica musculação e treinamento funcional. Adora viagens, leituras, cinema, tecnologia e, principalmente, estar em movimento.

gordura saudável
Gordura faz bem e deve fazer parte da sua alimentação
fome emocional
Fome Emocional: Você Sabe Identificá-la?
alimentação intuitiva
Alimentação Intuitiva: Ouça seu Corpo e Pare Já Com as Dietas
dieta vegetariana
Dieta vegetariana: mitos e verdades
Aprenda a fortalecer os joelhos com yoga
Déficit de natureza afeta a saúde das crianças
florais de bach
Equilibrando as emoções com florais de Bach
check-up regular
A importância do check-up na prevenção de doenças
pilates e corrida
Pilates e Corrida: uma combinação eficiente
defesa pessoal
Defesa pessoal para mulheres
bike-friendly
Conheça as 20 cidades mais bike-friendly do mundo
tipos de yoga
Tipos de Yoga: Descubra qual combina mais com você
psicoterapia
Psicoterapia Vibracional: reencontre sua essência
3 dicas para transformar um fracasso em oportunidade
alimentos processados
Alimentos processados: por que fugir deles?
Cosméticos: veja como se cuidar sem crueldade
aulas gratuitas de tênis
Aulas gratuitas de tênis em São Paulo
produtos orgânicos com a komborgânica
Produtos orgânicos mais acessíveis com a Komborgânica
Aulas de culinária vegana
Aulas de culinária vegana gratuitas em São Paulo
Cozinha colaborativa
Pague o quanto quiser na cozinha colaborativa da Ecozinha
Ashram Vrajabhumi
Festival de 25 Anos do Ashram Vrajabhumi
Retiro de Yoga e Equilíbrio Emocional na Serra
yoga
Yoga de vários estilos na Conferência Carioca de Yoga
Corrida do Bem
Participe da Corrida do Bem no Rio de Janeiro

Receba nossas newsletters

Cadastre-se para receber as matérias do Leve pra Vida por e-mail.
Nome
E-mail
Secure and Spam free...