Dieta vegetariana: mitos e verdades

Share Button

Em apenas uma década o número de pessoas que adotam uma dieta vegetariana no mundo triplicou, segundo a Vegetarian Resource Group (VRG). Com isso, as opções de restaurantes e lanchonetes voltadas para este público também cresceu consideravelmente e vem crescendo cada dia mais.

Se antes, quando diziam que não comiam carne os vegetarianos eram vistos como seres de outro planeta, hoje eles estão começando a serem compreendidos. Porém, ainda há muitas dúvidas a cerca do tema. Enquanto uns acreditam que o corpo precisa de proteína animal para ser saudável, outros defendem que, ao contrário disso, as carnes são extremamente prejudiciais à saúde do corpo e, por isso, a dieta vegetariana é a mais adequada.

Que vegetariano nunca teve que ouvir frases como: “Você só come folha?” ou “Só a carne tem proteína que o corpo precisa!” ou ainda “A natureza do homem é comer carne!”? Então, a fim de sanar as maiores dúvidas sobre vegetarianismo e de te embasar para responder a essas perguntas – ou te ajudar a nunca mais fazer uma pergunta dessas para um vegetariano – fomos conversar com a nutricionista Nanci Py, especializada em dietas vegetarianas e veganas e responsável pelo cardápio do Restaurante Bardana, que nos explicou o que é mito e o que é verdade, quando o assunto é vegetarianismo. Confira!

“Os vegetarianos têm mais chances de apresentarem deficiência de vitamina B12, do que pessoas que comem carne.”

MITO! A deficiência de vitamina B12 é muito comum hoje em dia. Os estudos mostram que 40% da população que ingere carne e 50% da população vegetariana é deficiente de B12, ou seja, todos devem dosar a B12 e suplementar caso seja necessário.

“Assim como na carne, existem nos vegetais proteínas que suprem as necessidades de do corpo.”

VERDADE! A proteína é formada por vários aminoácidos combinados, e encontramos todos os aminoácidos essenciais, facilmente, nos alimentos vegetais. Para o corpo não faz diferença se o aminoácido veio de fonte vegetal ou animal; ele será incorporado da mesma forma. O que acontece é que a maioria dos vegetais vão ter menor concentração de um ou mais aminoácidos, mas isso pode ser facilmente corrigido com a combinação e a variedade da alimentação.

Em relação a proteína animal, já existem evidências que relacionam o seu consumo com aumento do risco de desenvolver osteoporose, hipertensão e câncer.

“Os vegetarianos têm mais chance de apresentarem deficiência de ferro do que as pessoas que adotam uma dieta rica em proteína animal.”

MITO! Definitivamente não existe essa relação. A anemia ferropriva é uma das deficiências nutricionais mais prevalentes no mundo, principalmente em crianças e mulheres, mesmo o ferro sendo um mineral facilmente encontrado nos alimentos.

Os vegetais mais ricos em ferro são as leguminosas (feijões, grão de bico, ervilha, lentilha, soja), folhosos verde escuros (couve, brócolis, agrião, rúcula, salsinha), algumas castanhas e sementes.  Quando combinado com vitamina C, a absorção de ferro aumenta de 3 a 4 vezes. É importante lembrar também, que uma flora intestinal saudável é essencial para ter uma absorção adequada de ferro.

“Os vegetarianos têm menos chances de desenvolver doenças cardiovasculares.”

VERDADE! Os estudos mostram que uma alimentação vegetariana tende a ter maior ingestão de fibras, compostos fitoquímicos, derivados de soja, e menor ingestão de gordura saturada. E todos esses são considerados fatores de proteção para a saúde cardiovascular.

“A dieta vegetariana pode trazer riscos à saúde.”

MITO! Não existem estudos fazendo essa relação; muito pelo contrário, os estudos relacionam cada vez mais a alimentação vegetariana com a prevenção e, até mesmo, tratamento de algumas doenças. Segundo a Associação Dietética Americana (ADA), vegetarianos têm menos chances de desenvolver hipertensão, câncer, diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade.

“Quem segue uma dieta vegetariana tem menos  chances de desenvolver câncer. Existe ligação entre alguns tipos de câncer e a alimentação onívora.”

VERDADE! Pois quem adota a dieta vegetariana costuma ter um maior consumo de fitoquímicos, vitaminas e sais minerais antioxidantes, fibras, derivados de soja, e menor consumo de proteína animal e gordura saturada. Inclusive, a Organização mundial de saúde (OMS) publicou um parecer que relaciona a ingestão de carne vermelha e de carnes processadas e embutidas com o desenvolvimento de câncer.

“Toda pessoa que se torna vegetariana necessita fazer suplementação de vitaminas.”

MITO! A suplementação só é indicada em casos de deficiência, que será analisada por um profissional de saúde, médico ou nutricionista. A suplementação mais comum é a de vitamina B12.

Uma dieta vegetariana ajuda a emagrecer?

PARCIALMENTE VERDADE! Pode ajudar sim. Na verdade, qualquer alimentação que seja equilibrada e com ingestão adequada de calorias, rica em antioxidantes, fitoquímicos, fibras, gorduras mono e polinsaturadas vai proporcionar a perda de peso. É possível ver uma menor prevalência de sobrepeso e obesidade em vegetarianos e, principalmente, entre os veganos.

“A falta de carne pode atrapalhar o desenvolvimento saudável de uma criança.”

MITO! A própria ADA diz que a alimentação sem carne é adequada para qualquer fase do ciclo da vida. As crianças vegetarianas apresentam desenvolvimento saudável, similar as crianças onívoras. A suplementação de vitamina B12 deve ser incluída, e as outras recomendações são as mesmas que uma criança onívora: amamentação exclusiva até os seis meses, suplementação de ferro e vitamina D, ingestão de ômega 3 e alimentação variada sempre.

Contatos:

Fanpage: facebook.com/Nanci-Py-Nutricionista

E-mail: Nanci.py@gmail.com

Tel: (21) 996028151

Atende no Centro do Rio e em Niterói.

 

Aline Mendes

Formada em Marketing, Pós-graduada em Produção Cultural e Instrutora de Yoga. Carioca com orgulho, flamenguista por opção, vegetariana por amor e chocólatra porque tenho uma mente gorda! Amante da natureza e viciada em viajar e conhecer outras culturas! Acredito que os bons são maioria, não acredito em horóscopo (mas leio todos os dias!), choro com comercial de margarina, falo pouco (juro!) e gosto de escrever sobre (quase) tudo!

gordura saudável
Gordura faz bem e deve fazer parte da sua alimentação
fome emocional
Fome Emocional: Você Sabe Identificá-la?
alimentação intuitiva
Alimentação Intuitiva: Ouça seu Corpo e Pare Já Com as Dietas
dieta vegetariana
Dieta vegetariana: mitos e verdades
Aprenda a fortalecer os joelhos com yoga
Déficit de natureza afeta a saúde das crianças
florais de bach
Equilibrando as emoções com florais de Bach
check-up regular
A importância do check-up na prevenção de doenças
pilates e corrida
Pilates e Corrida: uma combinação eficiente
defesa pessoal
Defesa pessoal para mulheres
bike-friendly
Conheça as 20 cidades mais bike-friendly do mundo
tipos de yoga
Tipos de Yoga: Descubra qual combina mais com você
psicoterapia
Psicoterapia Vibracional: reencontre sua essência
3 dicas para transformar um fracasso em oportunidade
alimentos processados
Alimentos processados: por que fugir deles?
Cosméticos: veja como se cuidar sem crueldade
aulas gratuitas de tênis
Aulas gratuitas de tênis em São Paulo
produtos orgânicos com a komborgânica
Produtos orgânicos mais acessíveis com a Komborgânica
Aulas de culinária vegana
Aulas de culinária vegana gratuitas em São Paulo
Cozinha colaborativa
Pague o quanto quiser na cozinha colaborativa da Ecozinha
Ashram Vrajabhumi
Festival de 25 Anos do Ashram Vrajabhumi
Retiro de Yoga e Equilíbrio Emocional na Serra
yoga
Yoga de vários estilos na Conferência Carioca de Yoga
Corrida do Bem
Participe da Corrida do Bem no Rio de Janeiro

Receba nossas newsletters

Cadastre-se para receber as matérias do Leve pra Vida por e-mail.
Nome
E-mail
Secure and Spam free...